final slide final do slide

"O LIVRO A GAROTA NO TREM"

Todas as manhãs Rachel pega o trem para Londres”. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio por galpões, caixas d'água, pontes, casebres e aconchegantes casas vitorianas.

Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes - a quem chama de JESS E JASON -, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal.

Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que JESS - na verdade MEGAN - está desaparecida.

Sem conseguir se manter alheia á situação, ela vai á policia e conta o que viu. “E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos”.


Eu costumo devorar livros quando me interesso por eles, não sei é de mim, e o livro A GAROTA NO TREM é muito bom, ele começa falando de Rachel uma personagem de 30 anos, divorciada e desempregada. 

Cheia de problemas de aceitação, pelo fato de seu ex-marido Tom tê-la traído com Ana e juntos formaram uma nova família, como se ela não tivesse existido. 

Essa fase nova de sua vida, a impede de se reerguer e a faz viver em função de perturbar a paz de Tom e Ana.

"Acredito que o fato de ela não aceitar o fim da relação seja pela traição, por não ter lhe dado um filho, por ela beber muito e perder a noção de coisas ao redor de si, de descobrir a traição de Tom com Ana. 

Isso a deixou vulnerável, incapaz, sem vaidade, sem amor próprio".



Tem alguns momentos que eu fiquei bem chateada no livro e queria abandonar a leitura por achar ela tão propicia a tentar separar o ex da atual, de achar que aquele homem que a deixou por outra, que a traiu poderia voltar e faze-la novamente feliz, como assim Rachel?


Bem psicótica ela entra em sua antiga casa para tentar falar com seu ex e acaba por ver a filha do casal, aquela criança que poderia ser sua junto com Tom, e em um impulso pega a criança, o que deixa Ana desesperada, mas Tom fez questão de permanecer na casa que morava com Rachel, e ainda levar a atual esposa, qual mulher dormiria na mesma cama que a ex? 
Eu nunca!

Momento em que eu sinto muita raiva do personagem de Rachel, por ela ser tão fraca, se entregar tão fácil à derrota de ter perdido um cara que não a respeitou, a fez sofrer, ao invés de ajuda-la a superar sua doença com álcool, não ele a jogou na lama. Sério eu bateria nele por tanto sofrimento. Mas ela também não fez nada para se ajudar e sair do buraco que o fim da relação a levou.

Bem, então Rachel que já tinha problemas com alcoolismo, acaba perdendo seu emprego em uma ótima empresa e vai morar com uma amiga Cathy que na minha opinião é uma santa amiga, pois aturar uma bêbada andando pela sua casa, fazendo tantas besteiras, é uma santa.

E Rachel para enganar a amiga enquanto não arruma emprego adota uma tática de sair todos os dias como se estivesse indo trabalhar, e começa então a observar do trem das 08h04min de Ashbury a Euston indo para Londres, um jovem casal que ela acha que a vida deles é perfeita, e em alguns momentos até sonha em ter aquele homem pra si, ela os chama de JESS e JASON e começa a fantasiar como eles vivem o que falam, se eles se amam ou não. 

E em uma dessas observações ela acaba por ver JESS traindo seu marido, e uma semana depois desaparece misteriosamente, então ela acredita que pode ajudar a policia a descobrir quem desapareceu com Jess que na verdade é Megan.

A narrativa do livro tem três partes a de RACHEL, MEGAN (JESS) e ANA (A atual esposa de seu Ex-marido Tom), o que acaba deixando o livro meio confuso, mas é relevante para se observar o ponto de vista de cada uma. 

Para mim a leitura ficou lenta nesse momento, por eu ter que observar as datas e horários para decifrar o enigma do livro. 

Mas o interesse por ver a história se desdobrando é muito gostoso.

Eu parei algumas vezes, por achar meio chato ler o pensamento das três mulheres, mas logo acabei acostumando e querendo saber o final da história. 

Tudo ao redor da história impulsiona você a querer chegar ao final, pois ate as 15 paginas finais você não consegue saber quem realmente matou MEGAN.

É uma ótima leitura com fases em que você sente pena de Rachel, raiva por atitudes que ela toma suspense total até o final em que você se surpreende e não acredita no que leu até ali. Muito bom!


Recentemente foi lançado o filme baseado no livro, e os críticos estão falando que não foi tão bem contado como o livro. Mas é opinião de cada um, já esta cartaz e quero muito ver e tirar as minhas conclusões, vou deixar o trailer pra vocês .

 
Vocês gostaram, gostam desse conteúdo? Comente ai para sabermos do que gostam mais.
Beijo,
Priscila Lima



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo